25 insigths sobre o processo de recolocação profissional

0
15

Neste momento em que muitas pessoas que conhecemos passam pelo desafio do desemprego, tenho visto e ouvido relatos próximos e distantes sobre as dificuldades relacionadas ao recomeço, à necessidade de se reinventar, e aos dilemas enfrentados no âmbito familiar em face do cenário econômico complexo e da falta de oportunidades no mercado.

É engraçado como desde os mais capacitados aos menos qualificados, todos estão sujeitos a este desafio, sendo que nem sempre prevalece a lógica de que o mais capacitado será recolocado no mercado antes do menos qualificado.

Ao contrário, temos visto profissionais com anos de casa em diferentes tipos de empresas, com graduações, especializações e diversos cursos de qualificação, sem falar naqueles com mestrado e doutorado, que ficam mais tempo na fila para conseguirem uma nova oportunidade, do que aqueles sem graduação ou sequer um ofício técnico ou ocupação funcional (leiam-se como ocupações funcionais, profissões que não são reconhecidas, mas que são necessariamente parte da cadeia produtiva).

Esse não é um fenômeno novo, e tampouco significa que não devemos estudar e buscar melhores qualificações, mas sim que quanto maior é o nível de capacitação e especialização, mais difícil é encontrar uma vaga no mercado, dado que existe escassez de vagas em diferentes setores, ou em razão da remuneração, que na proporção de um maior nível de capacitação seria maior, sendo que as empresas não estão dispostas no momento a remunerar aquilo que talvez seja merecido por um profissional altamente qualificado.

Nesse contexto, e observando publicações de vagas em portais de recrutamento e seleção, bem como a partir de diálogos com pessoas que estão passando por este deserto, isso sem contar no que é publicado no feed do Linkedin, coloco alguns insights sobre o processo de recolocação profissional para que juntos possamos refletir e de alguma maneira encontrarmos uma rota nesse deserto:

1 – O desemprego pode ser desesperador, mas é um momento de reflexão sobre o futuro!

2 – Se recolocar não significa aceitar a primeira oportunidade que surgir!

3 – Vão te desvalorizar, então você precisará se valorizar!

4 – Neste momento talvez seja a hora de empreender!

5 – Mas não empreenda sem planejar!

6 – Seus amigos verdadeiros serão aqueles que perguntarão como você está e se precisa de algo!

7 – Seus não tão amigos serão aqueles que não se manifestarão!

8 – Será um bom momento para refinar sua rede de relacionamentos profissionais!

9 – É hora de valorizar a família!

10 – Para buscar uma nova oportunidade, o currículo deverá ser específico sobre aquilo que busca para se recolocar.

11 – É importante definir até que ponto estará disposto a aceitar remunerações propostas.

12 – Deve estar claro que o processo de recolocação pode demorar mais que o esperado.

13 – Nem sempre, aliás na maioria das vezes, não será dado feedback nos processos seletivos dos quais participará.

14 – Haverá reuniões, encontros, etapas, entrevistas individuais e talvez ainda assim não será a hora.

15 – Talvez para se recolocar em uma posição que seja merecida, será necessário mudar de cidade e até mesmo região.

16 – Talvez para se recolocar no mercado você deva experimentar mudar de profissão ou área de atuação.

17 – Você ouvirá muitas vezes a palavra “não”, ou a expressão “não foi desta vez”.

18 – Você deverá refletir sobre a importância de ter reservas financeiras.

19 – Talvez mudar o estilo de vida e ter uma vida mais simples seja o caminho a partir deste momento.

20 – O tempo será seu amigo (pois antes você não o tinha) e seu inimigo (agora você o tem por demais).

21 – Haverá promessas que não serão cumpridas.

22 – Haverá esperança a partir do lugar ou das pessoas que você menos espera.

23 – A empresa que te escolher será a maior beneficiada e não você!

24 – Quando estiver recolocado (a) você deverá planejar o seu futuro considerando o imprevisto de um novo cenário de desemprego.

25 – Continue estudando e se qualificando, mesmo depois de recolocado (a), pois o conhecimento não se perde e é o maior tesouro.

Obviamente haveria outros insights e talvez muitos não concordem com estes que listei acima, mas a reflexão é um exercício que devemos fazer diariamente até que possamos tirar nossas próprias conclusões.

Portanto se você estiver passando por este momento delicado em que busca e aguarda por sua recolocação profissional, tenha serenidade, mantenha a fé e faça sua parte. E se você não está vivenciando este deserto, pense que todos nós estamos sujeitos a isso, e esteja preparado, mesmo em um cenário em que goze de certa estabilidade.

Até a próxima!

Ivan Ferreira de Campos – Administrador, Consultor, Professor Universitário.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here