Descubra quais são as profissões do futuro e prepare-se para elas!

Você gostaria de ser um Operador de Telex? Quem sabe a profissão de Kardexista te agrade mais? Em todo caso, talvez seja melhor optar pelas profissões do futuro, já que essas duas já estão extintas.

O mercado de trabalho é dinâmico. Enquanto novas especialidades emergem, outras desaparecem. Prova disso é que o Telex, equipamento para transmitir mensagens em forma de fita perfurada, não existe mais.

O mesmo vale para o Kardex, sistema de fichários que guardava informações sobre produtos e era utilizado para controle de estoque.

Um estudo do World Economic Forum aponta para “drivers of change” ou seja, fatores que estão levando à reinvenção das carreiras. Entre eles, temos a cloud computing e a internet móvel, elementos cada vez mais presentes em diversas atividades.

O fato é que a escolha profissional ajustada às últimas tendências garante uma longa carreira dentro da área escolhida. Para ajudar você a reconhecer as profissões que estão ganhando espaço dentro dessas tendências, destacamos neste artigo quais são elas, quais suas atribuições e como se inserem no contexto atual.

Leia com atenção e aumente as suas chances de fazer a escolha certa!

Gestor de Marketing de Conteúdo

Formação: Marketing, Comunicação Social

Você está lendo este artigo graças ao trabalho desse profissional. Além de ser uma das profissões do futuro, o Gestor de Marketing de Conteúdo já é atuante no presente. É ele quem elabora estratégias de marketing digital e coordena as atividades de criação, publicação e monitoramento de resultados dos conteúdos.

Além disso, ele é responsável por implementar ferramentas para operacionalizar o trabalho de redatores, designers e revisores. Afinal, para que as publicações cumpram seus objetivos e as tarefas ganhem fluidez, é preciso contar com recursos desenvolvidos com esse propósito. Portanto, o domínio de ferramentas digitais é um dos requisitos para exercer o cargo.

Gestor de Inovação

Formação: na área em que atuar

A inovação disruptiva vem ganhando força no mercado de trabalho. Trata-se de um conceito que define toda técnica e/ou forma de atuar em um segmento que sejam, até então, inexploradas.

Exemplo de empresas que nasceram e prosperaram graças à inovação são a Uber e a Airbnb. Graças às suas novas abordagens, setores inteiros — no caso, o de transporte e o de hotelaria — foram forçados a rever seus padrões de eficiência.

Grandes players do mercado estão de olho nessas mudanças e já incluíram em seus quadros os gestores de inovação, chamados de “gerentes” em alguns anúncios de vagas. A vantagem é que todos os segmentos contam com profissionais dedicados à inovação, da indústria química até a área de TI.

Incluem-se em suas funções o desenvolvimento e a aplicação de novos conceitos que agreguem valor aos produtos e serviços oferecidos nas empresas. Ou seja, o profissional é responsável por ter ideias e colocá-las em prática. Por isso, é desejável que ele tenha conhecimentos de marketing, já que vai atuar junto aos profissionais desse setor.

Especialista em Direito Digital

Formação: Direito

A regulamentação da internet é muito recente no Brasil, datando de 2014 o Marco Civil, pela Lei N° 12.965. Portanto, quem pensa em cursar Direito certamente terá na função de Especialista em Direito Digital uma profissão com amplas possibilidades.

Essa especialidade tem evoluído à medida que novos tipos de delitos cometidos na internet vêm se tornando frequentes. Exemplos desses crimes são o assédio virtual, conhecido como Cyberbullying, e a pornografia de vingança, cujo projeto de Lei está em tramitação e, se aprovado, condenará réus (depois de julgados) a até 4 anos de prisão.

De qualquer forma, as atividades desse profissional abrangem mais a área consultiva. Ele será responsável por apontar possíveis implicações legais junto às empresas em ações de marketing digital em sites, redes sociais, e-mails e outros canais eletrônicos de comunicação.

Desenvolvedor de Software

Formação: Tecnologia da Informação, Computação, Engenharia

De acordo com o estudo da WEF citado no início, a cloud computing e a internet móvel são apontadas como fatores que vão determinar muitas mudanças nas profissões nos próximos anos.

Outras pesquisas evidenciam a prevalência de processos digitais em todos os segmentos. É a a Internet das Coisas (IoT), ocupando cada vez mais espaço nas rotinas das empresas. O profissional que faz tudo isso acontecer é o Desenvolvedor de Software.

Graças ao seu trabalho, sites são criados, aplicativos são desenvolvidos e muitas outras soluções digitais ganham vida. A tecnologia deixou de ser exceção para se tornar regra nas empresas, e cabe ao desenvolvedor ser a pessoa que materializa essa presença digital.

Analista de Machine Learning

Formação: Tecnologia da Informação, Computação, Engenharia

A expansão da computação em nuvem e da IoT vem acompanhada de uma outra tendência que tem ganhado força: a Inteligência Artificial. Há, inclusive, uma área da informática conhecida como AIoT, ou seja, a Inteligência Artificial da Internet das Coisas.

É nesse contexto que surge o Analista de Machine Learning, profissional que se dedica a projetar máquinas dotadas de capacidade analítica. São equipamentos capazes de realizar cálculos de altíssima complexidade, já que são programados com algoritmos similares aos dos motores de busca e robôs autônomos.

Entre as competências necessárias, estão o sólido conhecimento de programação e a capacidade de gerenciar volumes massivos de dados, conforme as práticas relacionadas ao Big Data.

Especialista em Energias Renováveis

Formação: Ciências Biológicas

A essa altura, você deve ter reparado que as áreas de TI, Engenharia e Informática estão mais em evidência do que as outras. No entanto, o já citado estudo da WEF também aponta para as mudanças climáticas globais como fatores de mudança para as carreiras.

Na Europa, é crescente a preocupação com o desenvolvimento de fontes de energia renováveis, e, na Califórnia, novas residências já são obrigadas a ter painéis solares como fonte de energia ao serem construídas.

Os combustíveis fósseis tendem a desaparecer, e, nesse processo, o Especialista em Energias Renováveis é a figura que vai orientar as empresas para a utilização de matrizes energéticas limpas. De todas as profissões do futuro, essa talvez seja a mais importante, pois dela depende a existência de todas as outras.

Escolher a profissão pensando no amanhã é muito importante, mas a decisão que você tomar hoje é que vai determinar o que acontece depois. Então, para complementar esta leitura, acesse agora o artigo em que mostramos como escolher a sua especialização profissional!

  • Fonte: Universia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here